Reflexão

A reconciliação de todas as coisas em Cristo



Um dos grandes anseios da humanidade sempre foi o de viver bem, de forma tranquila, desfrutando bem estar físico, emocional, social e nas últimas décadas ambiental. De forma inconsciente ao longo da história o Homem busca o retorno ao que nós cristãos denominamos o Jardim do Éden, onde nos é relatado no livro de Gênesis a satisfação de Deus por sua criação e o desfrutar do ser humano de uma boa relação com Deus, o meio ambiente e o próximo.

Para alcançar este desejo a humanidade tem trilhado diversos caminhos. Os governos investem em sistemas que julgam ser o segredo para alcançar a ordem social, religiões apontam caminhos para levar o homem a Deus, e algumas filosofias acreditam na busca do equilíbrio interior como solução ao caos da vida moderna. O Cristianismo aposta todas as suas fichas na intervenção de Deus em nosso meio e na incapacidade do ser humano em mudar a realidade por conta própria. Isso porque todos pecaram e escolheram viver de forma independente de Deus.

A boa notícia está em Colossenses 1.15-20 onde se fala a respeito da ação de Jesus na criação e a reconciliação proporcionada por ele:

“Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito sobre toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades: todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. Ele é o cabeça do corpo, que é a igreja: é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia. Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude, e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão nos céus, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz.”

Cristo veio para reconciliar todas as relações quebradas pelos nossos pecados: a intimidade com Deus, a relação com o próximo, um conceito equilibrado de nós mesmos e nossas interações saudáveis com o meio ambiente. Como filhos de Deus já vivemos manifestações do Reino vindouro nos dias de hoje, e temos o privilégio de anunciá-las em nossa sociedade.

Para responder aos desafios da modernidade, um dos primeiros passos é colocar em prática o desenvolvimento sustentável, que em poucas palavras é utilizar os recursos naturais hoje, de forma que haja o suficiente para o outro amanhã, considerando três questões fundamentais: a econômica, social e o cuidado ambiental.

Nossa fé em Cristo nos convoca a sermos responsáveis por atitudes que colaborem para o bem estar socioambiental pois esta também foi a reconciliação proporcionada por Jesus.

Gerson Guaita

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.