Reflexão

Armadura/Calçado – Vivendo o Evangelho



“e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.” (Efésios 6:15 NVI)

Os nossos pés, simbolicamente, nos levam pelos nossos caminhos. Digo simbolicamente pois eles não tem capacidade de decisão, que é tomada pelo nosso intelecto, mas são os pés que servem de veículo para nossa locomoção. Neste item da armadura espiritual apresentada pelo apóstolo Paulo encontramos os pés calçados justamente com o evangelho – anunciação das boas novas de salvação em Deus através de Seu Filho Jesus.

Nossos caminhos são formadores do nosso caráter, da nossa mentalidade, do nosso estilo de vida, dos nossos costumes e, obviamente, definem nosso destino. Se caminhamos para o Sul não chegaremos no extremo Norte, por exemplo. Fico imaginando se um Hitler tivesse nascido na África ou se Einstein tivesse sido brasileiro. Não consigo crer que, a despeito daquilo que eram em sua essência pessoal, chegariam à notoriedade que chegaram. Somos quem somos também por influência de por onde andamos.

Nesse mote, andar com os pés do evangelho deveria (e vai) nos definir em diversos sentidos também. Eu gosto de correr de tênis, no asfalto, mas prefiro descalço na beira da praia. Prefiro tomar banho descalço e não gosto de dormir de meias. Não dirijo carro de chinelos e não consigo usar sapato sem meia. Meus pés se acostumaram comigo, sei o que esperar deles. Meus pés espirituais igualmente estão condicionados. Se eles andam por onde o evangelho é pregado, calçados pelas boas novas, revestidos pela esperança dada pela salvação, invariavelmente eles me levarão a algum lugar definido.

Quando vivemos um evangelho prático de estilo e não de regras, talvez (certamente) não conseguiremos nenhuma ISO-9000 pelos nossos atos, mas teremos em nós algo melhor. Não precisamos evangelizar as pessoas por nenhum método específico, bastará sermos nós mesmos. Não precisamos de folhetos, basta vivermos com simplicidade. Dispensamos o palavreado igrejista, apenas transbordamos a Palavra de Deus que habita em nós (com satisfação inclusive). Não tem ensaio, é o tempo todo (full-time como gostam os mais técnicos).

É preciso que cheguemos num tempo de optar por caminhos e caminhadas por onde queremos andar. Não podemos ser levados de um lado para o outro nem por líderes de escrúpulos questionáveis nem tampouco pela indiferença. O povo de Deus no presente tempo carece de opinião própria, decisões próprias, estilo próprio e principalmente de caráter próprio – uso aqui a palavra “próprio” como sinônimo de apropriado ou pertinente. Tudo baseado nas Escrituras Sagradas, na Bíblia, na Palavra de Deus.

Viver o evangelho é adotar um estilo de caminhada, não é fazer uma lista de alguma coisa.


 Mário Fernandez

ICHTUS
Ajudando Você a Crescer


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.