Reflexão

Mais Esperança – Vivendo o Evangelho



“Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;” (Romanos 12:12)

Viver o evangelho tem dessas coisas. Ter esperança já não é moleza, mas alegrar-se na esperança é sobrenatural. Esperar não é fácil, não conheço ninguém que goste de ficar esperando. As pessoas se submetem às esperas por falta de opção ou por necessidade. Basta olhar para uma gestante (em tempo, uma das coisas que mais me maravilha nesta vida) e ela suspira para que o bebê “saia logo”. Fila de posto de saúde, até caspa é emergência. Caixa de supermercado, 102% ali está atrasado. Quando eu era criança a gente tinha 5 canais na TV e só 3 eram coloridos. Ficava 15, 20, 30 minutos fora do ar, isso sem contar a madrugada inteira pois depois da meia noite nenhuma ficava no ar. Agora, 15 segundos é o limite dos pacientes.

Falar sobre esperança é lugar-comum, tem pregações no YouTube pra encher alguns muitos DVDs, não poucos. Falar sobre esperança é relativamente fácil, respeitosamente eu creio, pois nossa esperança tem uma base extremamente firme – nossa esperança vem do Senhor que fez o Céu e a Terra, isso não é nem nunca será pouca coisa. O Seu Reino é eterno e viveremos nele como herdeiros, colocados em lugar de honra imerecida, mas conquistada por alto preço e legada em forma de herança.

Mas falar sobre se alegrar é sobrenatural. Pense numa pessoa falida, doente, cansada, desiludida, envelhecida, desesperançada e com toda família contra. Pode ter esperança? SIM, deve. Pode ter alegria? SIM, só não sei como, ao menos não pelas vias naturais. Conheço duas pessoas nesta mesma situação: uma que não tira a própria vida por falta de coragem mas é o que gostaria de conseguir fazer; outra, está servindo na igreja e ocupando sua mente com a Palavra de Deus, embora seu desejo seja melhorar de vida. O que os diferencia? Um não tem esperança e não se alegra com mais nada, ou outro tem ambas as coisas.

Alegrar-se na esperança, no meu conceito e baseado na minha vivência, é elevar a esperança racional ao nível do sobrenatural. José estava preso no Egito e tinha esperança. Daniel estava subjugado num reino estranho mas tinha esperança. Abraão arrumou encrenca mas tinha esperança. Davi pecou mas não perdeu a esperança. Habacuque, um dos meus heróis, mesmo sem ver nada em meio a uma crise maluca, exaltou a esperança e se alegrou nela.

Alegrar-se na esperança e crer nela a ponto de se alegrar. É fazer dela motivo de alegria. É ter mais esperança na esperança que na própria vida. É loucura… É sobrenatural…

Somos desafiados a viver um evangelho que é um estilo de vida em si mesmo e não um conjunto de regras. Alegrar-se não se enquadra em regra nenhuma pois é algo interior. Mas, pode e deve fazer parte do estilo de vida que adotamos. Deus nos abençoe.

“Senhor, eu quero conhecer uma esperança viva que me leve a ter alegria nela. Me ensina Pai a andar de acordo com a Tua Palavra para eu ter esperança na Fonte verdadeira e me alegrar.“

ICHTUS
Ajudando Você a Crescer

 


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.