Reflexão

Novidade de Vida – Prática




O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade.” (Efésios 4:28)

Praticar é simplesmente parar de falar e fazer. Simples assim, direto assim, claro assim. Eu estou injuriado, indignado, perplexo, embasbacado – sei lá que palavra eu uso! Vejo dezenas de pessoas dentro das igrejas, na minha e nas outras, cuja vida prática no cotidiano é uma e no domingo no culto é outra. Parece uma esquizofrenia espiritual. Durante a semana é bronca, é briga, é palavrão, é picaretagem, é uma lavoura de pequenas iniquidades que testificam de uma velha vida podre, nojenta e fétida. Não me refiro a escândalos, me refiro ao pequeno, aquilo que está entre mim e Deus muitas vezes – como se fizesse diferença ser pequeno.

Peguei pesado?

Foi intencional. As pessoas perderam a noção de mudança, acham que podem ser o que quiserem do modo que quiserem, e Deus vai simplesmente aceitar, vai abençoar, vai deixar tudo por isso mesmo, afinal elas são de Jesus. Pois eu temo pela vida eterna de alguns, os frutos estão denunciando árvores muito, mas muito, diferentes da propaganda.

Se é para ser santo, temos de viver em santidade, não apenas experimentar a santidade. Se é para ser de Deus, temos de ser totalmente Dele. Se é para ir para o Reino, a mudança tem de ser total ou como dizemos na minha terra “de mala e cuia”. Chega de olhar para o pecado como algo normal e tolerável. Basta de uma vidinha. É chegado o tempo de olhar para versículos como este com olhos de quem quer de fato e verdadeiramente novidades de vida. O que furtava, nunca mais furte. É esta a interpretação, não tem nada complicado, não tem que fazer doutorado em nada, não precisa nem de professor. É só parar de pegar o que não é seu!!!

Fazer diferente é a única forma de viver diferente. Eu estou completamente convencido de que este povo que aí está não influencia a sociedade, nem provoca um verdadeiro tsunami de conversões ao Reino de Deus, porque leva uma vidinha mediana, e sinceramente, para ser mediano o mundo é melhor. O Reino de Deus é para quem quer mais, para quem quer ir além, para que não quer ser encontrado na média, para quem sabe que tem algo mais e algo maior. Quem compraria um carro do ano 1980 pagando mais caro que um igual zero km? Meu querido, sua vida eterna é problema só seu. Só estou dizendo que se isso não derramar de dentro para fora tem algo errado, tem algo faltando e só vai piorar. Sozinho nada se conserta.

Uma vida nova, marcada por novidades espirituais, vai vencer os desafios e vai viver diferente. Vai olhar para as práticas renegadas da carne e vai abandoná-las de uma vez – sejam coisas sérias (roubo, assassinato, adultério, feitiçaria, idolatria) ou sejam coisas mais leves (orgulho, avareza, gula, preguiça).

É tempo de subirmos de nível. Deixar de lado as práticas medíocres que sempre deram resultados medíocres. É tempo de se ocupar das coisas do Reino de Deus e lutar para vencer e não apenas para o tempo passar até que Jesus venha.

Meu querido, sinta-se desafiado e olhar para sua vida e trocar as práticas por outras. Deus te guiará, esteja certo.

“Senhor, me mostra o que devo abandonar e qual é o caminho que devo seguir. Estou cansado de me arrastar, é meu tempo de voar. Me leva além dos meus próprios limites naturais.”

Mário Fernandez



ICHTUS – Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.