Reflexão

Poder dos Joelhos que se Dobram



Cada dia que abro minha caixa de correspondência virtual vejo que recebi vários e-mails sobre as eleições e os candidatos, sobre as implicações de se votar neste ou naquele.

Em certa parte é muito bom que as pessoas estejam mais envolvidas e buscando realmente se informar para votarem naqueles que julgam mais coerentes com suas crenças e opiniões.

Nestes últimos dias tenho ouvido, também pela internet, uma série de mensagens do Pr. Sandro Baggio (Projeto 242 – http://www.projeto242.com) sobre Neemias; louvei a Deus pela instrumentalidade deste irmão e também pelos ensinos que recebi através destas mensagens. Ele faz um pequeno esboço da vida de Neemias, da situação que ele se encontrava no cativeiro, de como estava Jerusalém e como foram reconstruídos os muros da cidade.

Eu já ouvi diversas mensagens sobre este feito glorioso de Neemias, mas o Pr Sandro focou a situação de antes da construção e para mim foi algo novo e muito interessante, que vou tomar a liberdade de compartilhar com vocês:

O povo de Deus foi levado ao cativeiro por causa de sua desobediência e por terem voltado as costas a Deus e aos seus mandamentos.

Neemias nasceu no cativeiro, ele não viveu em Jerusalém e, provavelmente, nem conhecia a cidade.

Durante aproximadamente 120 anos ninguém fez nada para mudar a situação que viviam, estavam acomodados e conformados com o cativeiro.

Neemias buscou saber como estavam as pessoas que ainda viviam em Jerusalém e como estava a cidade escolhida por Deus para refletir sua Glória. Ele se preocupou com as pessoas e com a Glória de Deus.

Neemias se colocou como intercessor, e clamou pelo perdão e pela misericórdia de Deus; colocou-se como pecador, como culpado pelos pecados cometidos pelo povo antes mesmo que ele tivesse nascido.

Neemias orou por 4 meses, para que a mão de Deus se movesse e a situação mudasse, e em 52 dias ele reconstruiu os muros de Jerusalém.

Voltando os olhos para nossa realidade, fico pensando o quanto nós, como cristãos, temos feito, quanto temos nos colocado na brecha da intercessão pelo nosso país e pelas eleições, clamando pelo perdão e pela misericórdia de Deus por causa dos pecados desta nação, pela corrupção, pela injustiça, pelo descaso, não só dos governantes, mas nos colocado como pecadores que têm cometido estes pecados, mesmo que não os tenhamos cometidos como indivíduos, mas como nação. Para que Deus nos perdoe, nos purifique e que todo esse tempo de corrupção e maus governantes tenha fim.

É muito bom lermos e nos informarmos com relação aos candidatos e também compartilharmos essas informações com nossos amigos, mas devemos também, assim que soubermos de um novo fato, antes de clicarmos e enviarmos a outros, nos ajoelharmos e clamarmos pela misericórdia de Deus e pela Sua ação. Se antes de cada “clique”, nós pararmos e orarmos, creio que a isso provocará mudança e nossa história será diferente. Se apenas um homem orou por 4 meses e os muros de uma cidade foram restaurados em 52 dias, que diferença faremos se juntos, milhões de brasileiros cristãos, orarmos por uma nova nação, por um novo governo.

Temos em nossos joelhos o poder de mudar nossa história.

Que Deus nos abençoe.
Sandra Torres

(Projeto 242 – http://www.projeto242.com)
Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.