Reflexão

Resgatando a Personalidade de Jacó



Continuando a falar sobre a minha recente descoberta deste personagem, não que nunca tivesse lido, mas que agora leio com outros olhos, veja o que o texto nos descreve acerca de Jacó e seu irmão Esaú.

“Cresceram os meninos. Esaú saiu perito caçador, homem do campo; Jacó, porém, homem pacato/sossegado/simples, habitava em tendas.” (Gênesis 25:27)

Jacó tinha um temperamento pacífico, e gostava de uma vida sossegada e pastoril, bem diferente do irmão, dotado de caráter altivo e impetuoso, e que amava caçar. Esaú era o agitado, Jacó o tranquilo. Esaú, o esportista, Jacó preferiria ler um livro. Esaú gostava do desafio de acampar e caçar, Jacó preferia o conforto de casa e de uma cozinha equipada. Esaú seria o extrovertido enquanto Jacó, o introvertido. Nos tempos de hoje, Esaú seria o capitão do time da escola e Jacó, o líder dos nerds.

Mas tem um detalhe que a concisão do texto deixa escapar. O texto está fazendo um contraste de personalidades, colocando características de Esaú de um lado e de Jacó do outro. E isso tem razão de ser, pois essa descrição explica várias situações futuras na vida desses homens.

A palavra que nossas versões em português traduzem como “pacato/simples/sossegado” é “tawm” e tem os seguintes significados: perfeito, completo, aquele a quem não falta nada em termos de força física e beleza; moralmente inocente, íntegro, aquele que é puro moralmente e eticamente; tranquilo, pessoa de personalidade quieta.

A palavra escolhida pelo autor do Gênesis demonstra não apenas o aspecto externo da personalidade mas também o caráter de cada um deles. No caso de Jacó, a palavra para descrevê-lo é totalmente positiva e a história mostra evidências disso.

Jacó demonstra integridade ao questionar a mãe, quando ela lhe propõe o plano de enganar o pai se fazendo passar pelo irmão para receber a bênção do primogênito. Ele diz que não quer correr o risco de ser desmascarado e acabar amaldiçoado pelo pai em vez de abençoado. Ele só o faz em obediência à ordem da mãe depois de ela invocar que, se isso acontecer, a maldição caia sobre ela. Jacó demonstra integridade ao trabalhar todos os anos prometidos pelas esposas. Demonstra honestidade ao trabalhar corretamente apesar do sogro lhe mudar o salário tantas vezes.

É por isso que, depois de abençoado pelo seu pai, quando Jacó sai em busca de uma esposa, Deus se revela a ele em Betel. Ele tem o caráter, comprou o direito da primogenitura, recebeu a bênção do pai, agora só faltava a aliança com Deus.

Ao vermos a personagem bíblica com os olhos corretos podemos aprender mais facilmente as lições e exemplos que Deus quer passar através delas e de suas vidas.

Vinicios Torres
 

ICHTUS
Ajudando Você a Crescer

 


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.