Testemunhos

Testemunho -> Carta aberta da Família Passos



Senhor, ouvi falar da Tua fama; tremo diante dos Teus Atos Senhor. Realiza de novo, em nossa época, as mesmas Obras, faze-as conhecidas em nosso tempo; em Tua ira, lembra-Te da Misericórdia" - "Saíste para Salvar o Teu povo, para libertar o Teu ungido. Hb 3.2 e 13a.

Amados em Cristo

A Paz do Senhor

Quero em primeiro lugar agradecer por todo o carinho e lembrança em vossas orações e intercessões para este Ministério e nossa família. A Fidelidade do Senhor jamais será questionada a respeito do que tem sido sobre este lugar e devemos a Ele toda a Honra, Glória e Poder.

Ainda que... ou mesmo que.....tudo pareça nos puxar para o desagrado e descontentamento em que se encontram muitas vezes as coisas e pareçam não dar fruto qualquer (conforme o que Habacuque apresenta no versículo 17 do capítulo 3), preferimos terminar com as mesmas palavras que declaram nossa confiança plena que o Senhor é Soberano e nos faz andar altaneiramente, Hb3.18,19.

Com certeza o ano que passou pareceu-nos um dos piores no que se refere à vida dessa comunidade. Parecia que pior não poderia ficar, mas logo vinham novas notícias de tristeza. Como Jó, nos ajoelhamos, gememos e parecíamos fracos demais para suportar a doença espiritual que permeava muitas vidas ao redor. Porém, o que ficou claro é que a Fidelidade de Deus nos santificaria nos purificaria e desse passo em diante, o Sustento do Pai nos cobriu de ânimo e coragem, virando assim finalmente a página da dor e tristeza, para hoje começar a escrever numa página branca, um tempo onde Ele revelará aos nossos olhos Seus Feitos e isso será conhecido como testemunho, aqui e em todos os lugares.

Não quero me deter a relatar todos os fatos, mas creio que eles realmente nos levaram a questionar a nós mesmos, a buscar e ser sondado profundamente pelo Senhor, e não só isso, mas também a tomar atitudes, a vasculhar a vida e reconhecer erros e pecados, a ter arrependimento genuíno e começar algo novo que veio do Alto. Eu pessoalmente fui atingido por isso, fui desmontado várias vezes e achei que não suportaria, no entanto comprei essa briga comigo mesmo, lutei contra a carne, guerreei contra o homem duro, encardido e tive de reconhecer as aberrações que impeliam contra a santidade e espírito reto. Também tive que mudar meu temperamento e não mais achar desculpas para encobrir minhas fragilidades e erros. Isso ainda não terminou, há muito o que vencer, mas acredito no Poder do Pai, no Nome de Jesus e na Ação do Espírito Santo que com certeza completarão essas coisas nos dias de minha vida.

Voltamos da jornada de 26 dias no Amazonas. Posso dizer com certeza que foi uma das coisas mais especiais que pude fazer nesses últimos tempos. Isso porque estávamos com família, como, esposo e esposa, pais e filhos. Especial porque não fomos somente descansar, passear, fazer turismo, mas sim, um tempo de dedicação a tudo o que chamamos de vida cristã, vida de fé em Cristo Jesus. Não fomos guiados por guias turísticos e nem escolhemos lugares para seguir um roteiro, fomos simplesmente atirados, ousados. Confesso que quando sai de casa comecei a pensar se tudo daria certo, pensei repentinamente que não se tratavam de dois ou três dias, mas de quase um mês. Claro que era uma aventura e meus filhos são adultos e maduros, mas um friozinho passou repentinamente, mas logo passou. Via alegria da Susana que pela primeira vez entrou num avião, vi minha família animada e feliz, era um presente ao meu coração.

Foram 26 dias intensos, conhecendo pessoas, pregando a Palavra, todos dando testemunho, tocando e cantando louvores. Estivemos em várias igrejas e ponto de pregação. Navegamos pelos igarapés, deslumbramos as mais lindas paisagens e tudo o que está inserido nela (pássaros, animais, peixes, flores, frutas, etc). Um hotel de cinco estrelas seria desperdício e coisa sem graça perto do que vivemos. Foram as casas, as pessoas, os testemunhos, a vida diária do povo, seu amor, seu carinho, sua disposição e alegria que nos abençoaram tão grandemente. Comemos o que a terra produz, desde suco de copuaçú, açaí, graviola, da popunha ao tucumã, da castanha ao biriba, dos peixes tucunaré ao jacaré, do javali à farinha amazônica, tudo foi tremendo e mui gostoso.

Conhecemos missionários indígenas, coreanos, japoneses, americanos em diversos locais, lugares que perguntávamos; -Como eles chegaram até ali? – e assim sentávamos e a conversa corria como as águas dos imensos e inúmeros rios que nos cercavam. Isso tudo sempre gerava louvor, adoração e oração entre nós. No caminho, ou seja nas muitas horas de barco podíamos ouvir a voz do Pastor Cláudio (da Assembléia) cantando hinos da Harpa, fazendo fundo para todas as imagens que nos contagiavam. Imagem de cada dia, dos homens e mulheres, crianças e jovens que ao partirmos deixaram lágrimas de alegria e de saudade.

Voltamos e estamos ainda desfrutando de tudo isso mostrando fotos, convidando pessoas para sentarmos e darmos testemunho do Amor de Deus. Ainda segunda feira dia 02 tivemos aqui, dois irmão da etnia Ticuna e Maioni, Pastor Eli e Missionário Marcos do alto Solimões, bem como Pastor Patrick (Inglaterra) e família, Pastor Cleyton que está no USA (da Hervst) e irmãs Nechama e Adola do Ministério Canaã. O Missionário Marcos contou toda sua trajetória de vida e pudemos testemunhar a Glória de Deus sendo derramada no meio da floresta para salvar aquele índio da morte e morte eterna. Foi um tempo sem tempo e maravilhoso, as horas voaram e faltou horas para tudo ser contado. Creio que posso mandar o testemunho dele, pois o Daniel gravou tudo.

Bom, não posso me estender muito, pois a coisa vai ficar muito grande, por isso quero dizer que tem sido um novo tempo e apesar de tudo o que aconteceu de difícil, ruim, de peso, o Nosso Deus aliviou esse fardo. Mesmo que ouve momento em que eu disse que o tempo havia acabado naquele lugar, na Comunidade de Jesus, hoje eu digo que ainda não acabou que Deus quer ainda nós lá, pelo menos eu e a Susana. Meus filhos estão terminando a faculdade, iniciando um novo período da vida, ainda que Mathias tenha começado agora o seu curso de Línguas - Inglês, mas seu coração está para algo diferente do que estamos envolvidos e assim ele segue o curso da Voz de Deus.

Quanto a Igreja, ela mesma seguirá o curso de sua vida e creio também que há alguns dias já temos sinais claro que nesse ano seremos surpreendidos e veremos uma Igreja Viva e compromissada com o Evangelho da Vida e Salvação em Cristo Jesus.

Um grande abraço da Família Passos

“O Senhor, O Soberano, é a minha força; Ele faz os meus pés como os dos cervos; faz-me andar em lugares altos.” Hb 3.19

Veja mais Testemunhos

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.